17.10.07

Poeminha de aniversário para o João

Pedaço meu
Eu inteiro.
Parte de mim
Maior que o
Todo de mim.
capim!
pudim!

Mão minha em miniatura.
Mão que escreve melhor do que a minha.
Boca que fala mais do que a minha.
Sorriso que brota mais fácil do que o meu
Em pernas que pensam bolear melhor
Do que as minhas (por enquanto eu deixo,
Até chegar sua vez de deixar).

Ser meu lançado no tempo.
Pipa alçada no espaço.
Laços que ponteiros afrouxam
e refaço.
assim!
pra mim!

Minha mão trêmula
Na miniatura da sua.
Sua mão trêmula na
Tremedura da minha.

Eu solto no tempo
E você alçando pipas
A corar meu outro
Diferente espaço.
fim!
sim!

Não,
Na sua parte
Renasço.


(E paro por aqui pra lhe dar um abraço)

3 comentários:

Anônimo disse...

Lindo!!!
Um beijo estalado no João...dá por mim tá?
Beijos,
De

Cristiane disse...

Fabiano, amigo de fé irmao camarada!
Chorei com este poema...que lindo, que suave, que voces!!!. Amo vcs dois muito mesmo e apesar da distancia e da ausencia, saiba que sempre estarei com vcs e para vcs!!. Todo meu carinho e meu amor para o Joao, uma beijoca estalada e a promessa de muitos encontros que ainda virao!
Beijoca, Crisinha ( a dinda desnaturada!)

Marília disse...

Fa, que lindo! Não tem como segurar o choro.
Beijos... mtos!